Make your own free website on Tripod.com

Amy a menina da mochila azul

História

Home
História
Elenco
Personagens
Galeria de Fotos
Tema Musical
Capítulos
Galeria Virtual
Produção
Música

 

 

Rapidamente os furacões destróem cidades inteiras. A fúria dos ventos é capaz de levantar casas e torná-las como pequenos aviões de papel. Tão impressionante como a fúria, porém, é a calma e o silêncio que fica depois do furacão. Afinal tudo parece ficar imóvel, parece que o tempo pára. No meio dessa estranha calma, o capitão Mathias e sua esposa, Pérola, encontraram uma preciosa bebezinha flutuando no meio do mar. Embora Pérola e Mathias fossem felizes, o bebê deu um novo sentido em suas vidas. E assim, a batizaram com o nome de Amy.

Eles formavam uma família perfeita. Um dia estavam os três em alto mar, a bordo de um dos maiores barcos de Mathias, e de repente foram surpreendidos por uma terrível tormenta. Pérola escorregou e caiu no mar. Ao perceber que não teria como sobreviver, ela pediu a Mathias para sempre cuidar e proteger sua bebezinha.

Assim, Amy e Mathias ficaram sós. Desde então, Mathias jamais voltou a ser o mesmo, aquele grande pescador, o mais valente de Porto Esperança. Ele passou a ter grande temor do mar, um medo tão terrível que o impedia de sair novamente para pescar.

Pouco a pouco, Mathias foi perdendo tudo. Agora, o que possui é somente para comer e pagar o colégio de Amy. Cláudio, o terrível e inescrupuloso líder dos pescadores, quer tirar o único barco que restou a Mathias, o velho Bucanero.

Desde o acidente o Bucanero está ancorado próximo aos pescadores. Aos olhos de muitos, não passa de um monte de ferros flutuantes. No entanto, por incrível que pareça, Amy e o capitão Mathias aprenderam a ser felizes.

Amy tornou-se uma linda menina de oito anos. Deseja ser capitã, como seu querido pai. Para ajudá-lo, Amy recolhe conchas do mar e com elas faz colares que vende nas ruas do povoado e na praia.

Quem não conhece Amy pode confundi-la com um menino, pois ela é travessa, atrevida e se veste como um marinheiro. Algumas pessoas sentem pena dela, outras a ignoram por não ter uma família comum e não morar em uma casa normal. Para Amy nada disso importa. A única coisa realmente importante é que ela e seu pai se amam.

O que Amy não sabe é que seu verdadeiro pai é Otávio Bitencurt, um nobre milionário que acabou de chegar ao porto com a esperança de encontrar o filho perdido há nove anos, durante o furacão. Otávio está com câncer e tem os dias contados. O filho, que ele pensa ser um menino, herdará a sua fortuna. Desesperado, Otávio se disfarça de palhaço na busca pela criança e conhece Amy. Os dois tornam-se grandes amigos. Otávio não imagina que na realidade a menina é sua filha.

Amy tem uma turma chamada Os Caçadores de Tesouros. Todas as tardes as crianças da turma fazem uma fogueira para escutar os relatos de Mathias. Assim ficam sabendo que em um lugar chamado A Curva dos Espíritos está enterrado um fabuloso tesouro Maia, e que ninguém conseguiu chegar até lá. Segundo a lenda, somente um nobre, de coração e espírito, montado em um corcel de ferro poderá chegar até o tesouro. Este nobre de coração é Raul, um menino que chega da capital dirigindo uma velha caminhonete que acabou ficando sem gasolina. Amy encontra uma alma gêmea, que anseia por aventuras. Aí nasce uma relação inocente e mágica.

Não muito longe do porto, numa pequena ilha, existe um imponente e pavoroso castelo, mais conhecido como Orfanato São Felipe. Lá vive uma mulher má, a temida Carlota. Ela é perversa e usa os órfãos como pretexto para obter dinheiro de pessoas caridosas. Ela utiliza o dinheiro para comprar jóias, pois tem por objetivo possuir a maior coleção de jóias do mundo. Para evitar ser descoberta, Carlota se encarrega de botar medo nos meninos que moram no orfanato, com castigos severos. Mas Carlota tem um problema: para continuar recebendo donativos, terá que abrigar mais crianças. E assim ela passa a ficar de olho em Amy, uma menina cuja paternidade é duvidosa e o pai de criação tem problemas econômicos.

Graças a uma mensagem que os órfãos de São Felipe enviam em uma garrafa de cristal, Amy fica sabendo das intenções de Carlota. Desde então, a possibilidade de ser separada de seu pai vira um pesadelo. Para agravar a situação, Amy sabe que em São Felipe as crianças que não cumprem as regras de Carlota são presas em uma torre, sem comida.

Minerva, que agora é cúmplice de Carlota, quando criança também foi uma de suas vítimas. Ela é uma mulher amargurada, que passou a infância chorando trancafiada na torre mais alta do castelo esperando o dia em que um valente a resgatasse.

Ao chegar em São Felipe, Amy descobrirá que sua missão é lutar contra as maldades de Carlota. Ela terá a ajuda de Raul, da turma e de sua amiga Coral, uma linda sereia que a guiará ao longo de toda a história, indicando os cinco caminhos de luz. Cada um conduzirá a um universo mágico em que Amy encontrará o maior tesouro do mundo.

Baseado no argumento original do filme A Menina da Mochila Azul.